Contador de visitas

sábado, 14 de maio de 2011

Lâmpadas de garrafas pet

Se tem algum lugar em sua casa que necessita de iluminação o dia todo, você pode escolher por fazer “lâmpadas” de garrafas pet, deixando as lâmpadas convencionais desligadas uma boa parte do dia, desta forma economizando na conta de luz.


É isto mesmo, as lâmpadas de garrafas pet são uma das alternativas de se economizar com energia elétrica, e são muito fáceis de serem feitas.
Os materiais que necessários para sua fabricação são descartáveis, sendo:
•Garrafa PET transparente;
•Água sanitária ou cloro;
•Água da torneira;
•Tubo de filme fotográfico (ou alguma outra coisa para proteger a tampa da garrafa)
•Massa de calafetar, ou de vidraceiro.
É muito fácil de fazer, comece enchendo a garrafa PET com água e acrescentando um pouquinho de água sanitária (ou cloro). Em seguida é só tampar bem para impedir que a água seque. E finalmente, coloque o tubo de filme na tampa para impedir o ressecamento causado pelos raios luminosos.
Agora basta fazer alguns furos no telhado com o mesmo diâmetro da garrafa e fixar a lâmpada com massa de vidraceiro.
Obs.: Se o serviço não for bem feito, qualquer chuva poderá acarretar goteiras no local.


Fonte:
http://www.criarfazergratis.com/lampadas-com-garrafas-pet-como-fazer/

http://terramel.org/como-fazer-lampadas-com-garrafas-pet/

Torneira "Ecológica"

O desperdício residencial é o campeão, apenas no Brasil, o desperdício de água chega a 70% e nas residências até 78% do consumo de água de uma residência sendo gasto no banheiro.

Foi desenvolvida por três designers chineses chamados, Yonggu Do, Dohyung Kim e Sewon Oh, uma “torneira ecológica” que bloqueia o fluxo d` água após o uso do seu primeiro litro. Chamada de 1 Limit a torneira é constituída por um tubo, o qual armazena apenas 1 litro de água. Ao ser acionada, ela distribui a água por seis segundos, depois trava.


Caso o usuário necessite utilizar mais água, deverá esperar até que o tubo encha completamente. A intenção dessa torneira inovadora é minimizar o desperdício deste recurso essencial a vida de todos e que está cada vez mais escasso no mundo.

Conforme as informações dos próprios fabricantes indicam que as torneiras automáticas usuais despejam em torno de seis litros de água cada vez que são acionadas. Assim a utilização da 1 Limit reduziria cerca de 85% do desperdício de água. A torneira ainda é um protótipo e não há previsão da sua chegada ao mercado.

Mas, mesmo sem o início de sua comercialização já se pode perceber que é uma boa idéia a fim de preservar um dos recursos vitais à vida.

E você, caro(a) leitor(a), compraria esta torneira?

Fonte:

http://www.sesisp.org.br/agua/telas/dicas.asp

http://www.yankodesign.com/2011/02/04/one-liter-limited/

sábado, 7 de maio de 2011

Copos biodegradáveis comestíveis

Há tempos a busca por soluções para substituir o plástico descartável tem mobilizado diversos estudiosos e ambientalistas. Pesquisas apontam os plásticos biodegradáveis como materiais ideais na substituição dos plásticos convencionais. Uma vez que os segmentos do mercado competidor que apresentam interesse pela conscientização ambiental, tem-se disponibilizado a pagar mais por um produto que não polui, gerando dessa forma ganhos ambientais, econômicos e sociais (RÓZ, 2003).

O
copo biodegradável foi desenvolvido pelo escritório de design norte-americano The Way We See The World, feito de ágar-ágar, um tipo especial de gelatina obtido das algas, o copo é comestível e, por isso, resolve alguns dos problemas relacionados à geração de lixo, desperdício de água e poluição.

São coloridos e maleáveis, conhecidos como Jellowares são fabricados diferentes versões: beterraba, gengibre, hortelã, limão e alecrim. Fornecendo ao consumidor a opção de escolher o sabor que mais lhe agrada e combina com sua bebida.

Entretanto o produto requer alguns cuidados, caso não seja consumido rapidamente, deve ser armazenado no refrigerador e sua ingestão deve ser controlada, podendo ser consumido diariamente até três Jellowares, pois podem trazer prejuízo à saúde, já que o ágar-ágar apresenta propriedades laxativas.

Mas, apesar do copo ser comestível, não há necessidade que o mesmo seja consumido. O Jelloware possui característica biodegradável, ou seja, se decompõe em contato com o meio ambiente, assim pode ser enterrado no jardim de casa sendo utilizado como adubo para plantas ou algum lugar destinado a esta finalidade.

Fonte:

http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0104-14282003000400003&script=sci_arttext

http://www.yankodesign.com/2010/07/15/jello-cup-for-real/